top of page

Sobre a pesquisa

Nossa pesquisa está centrada nas cenas de música eletrônica de pista (MEP) e nos modos como as mulheres que dela participam profissionalmente (seja como DJs, produtoras musicais ou de eventos) reivindicam seus lugares de fala, maior visibilidade e inserção social e mercadológica. 

Desenvolvida em duas etapas, a pesquisa se deu em um primeiro momento no Canadá, durante o período de pós-doutorado da pesquisadora Beatriz Brandão Polivanov na McGill University em Montreal (Canadá). Em momento posterior, a pesquisa continuou a ser desenvolvida no Brasil, permitindo uma análise das disputas e negociações destas mulheres a partir de uma perspectiva tanto do “Sul Global” quanto do “Norte”.

Nossos objetivos

Investigar quais são as principais reivindicações e modos de atuação de mulheres participantes de cenas contemporâneas de música eletrônica de pista no Brasil e no Canadá, a partir de uma perspectiva que leve em consideração as especificidades sociais, culturais e mercadológicas de cada país.

Pesquisadores

Ana Clara Martins

Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduanda de Estudos de Mídia na Universidade Federal Fluminense. Atual bolsista PIBIC pelo CNPq, participando do projeto de pesquisa: Música eletrônica e desigualdade de gênero: desafios e estratégias de mulheres DJs, sob orientação de Beatriz Polivanov. 

bottom of page